Ensaio Clínico Randomizado Sobre o Óleo de Coco

Resumo com as Notícias Sobre o Óleo de Coco
7 de setembro de 2018
Leite de coco em pó x leite animal.
Vantagens do Leite de Coco em Relação ao Leite Animal
21 de setembro de 2018
Ensaio Clínico Randomizado Sobre o Óleo de Coco

Ensaio Clínico Randomizado Sobre o Óleo de Coco

Se você ainda está com dúvidas em relação aos benefícios do óleo de coco, aqui está mais um artigo. Outro ensaio clínico randomizado que mostra que o óleo de coco não aumenta as chances de doenças cardiovasculares e o perfil lipídico quando comparado ao óleo de girassol. Que não é uma gordura saturada.

Caso você não tenha lido os últimos dois posts, seria interessante ler eles antes de continuar. Post 1 | Post 2. Pois neles mostramos evidências científicas comprovando que a manchete disseminada na mídia, que óleo de coco é um veneno, há algumas semanas é totalmente incoerente.

Resumo do Ensaio Clínico Randomizado Sobre o Óleo de Coco

O estudo que vamos resumir aqui é de pesquisadores indianos que estudaram pessoas com histórico de doença arterial coronariana e seu perfil lipídico. Uma vez que este perfil está muitas vezes ligado a eventos cardiovasculares. Este perfil lipídico pode por si só ser controlado muitas vezes pela ingestão dietética de determinados óleos. E o que se acreditava por muito tempo é que os ácidos graxos saturados aumentavam o risco de aterosclerose por aumentar o colesterol. Vale lembrar aqui que este não é o único e nem o melhor indicador para doenças cardiovasculares. Apesar de bastante apontado como tal.

Neste estudo, os participantes foram colocados em dois grupos distintos. E solicitados que substituíssem todo óleo de cozimento usado para fazer sua comida por óleo de coco ou óleo de girassol por 2 anos. Foram realizadas avaliação antropométrica, exames de sangue (lipídios, lipoproteína A, proporção de APO B/A-1). E os eventos cardiovasculares foram avaliados em 3 meses, 6 meses, 1 ano e 2 anos.

Os resultados mostraram que 100 pacientes de cada grupo e que não houve diferença estatisticamente significativa nos parâmetros avaliados e no número de eventos cardiovasculares após 2 anos. Como conclusão, os autores sugerem que o óleo de coco, apesar de rico em ácidos graxos saturados, em comparação com o óleo de girassol, quando usado em preparações culinárias ao longo de um período de 2 anos não alterou o perfil lipídico relacionado ao risco cardiovascular e os próprios eventos cardiovasculares.

Para acessar o artigo: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0019483215008299

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Faça sua encomenda via WhatsApp