Resumo com as Notícias Sobre o Óleo de Coco

Óleo de coco é gordura?
A Verdade Sobre as Manchetes Contra o Óleo de Coco
31 de agosto de 2018
Ensaio Clínico Randomizado Sobre o Óleo de Coco
Ensaio Clínico Randomizado Sobre o Óleo de Coco
14 de setembro de 2018

Como prometido no último post sobre as notícias sobre o óleo de coco, aqui vai um resumão do Artigo sobre óleo de coco 2018. Estudo clínico randomizado conduzido entre junho e julho de 2017 na comunidade de Cambridge na Inglaterra. Estudo realizado por pesquisadores de Cambridge, uma Universidade muito bem conceituada. 160 participantes adultos (homens e mulheres) com idade entre 50 e 75 anos, sem história conhecida de câncer, doenças cardiovasculares ou diabetes e que não usavam medicamentos para redução de lipídios plasmáticos foram distribuídos em grupos de três distintas gorduras dietéticas. Com o fim de estudo, estes grupos consumiram por 4 semanas óleo de coco, manteiga ou azeite de oliva como fonte de gordura da alimentação. 50 g diariamente, equivalente a 3-4 colheres de sopa.

Com isso, os resultados avaliados foram mudanças no colesterol (total, LDL e HDL), peso, índice de massa corporal (IMC), circunferência da cintura, percentual de gordura corporal, pressão arterial, glicemia de jejum e proteína C reativa. Além disso, resultados das concentrações LDL-C foram significativamente maiores no grupo que consumiu manteiga comparada com o óleo de coco e com azeite. Sendo que não houve alteração significativa do óleo de coco em comparação com o azeite. Óleo de coco aumentou significativamente HDL-C quando comparado com a manteiga ou azeite. A manteiga aumentou significativamente a proporção CT/HDL-c e CT/não-HDL-c comparado com o óleo de coco. Mas o óleo de coco não apresentou mudança significativa quando comparado ao azeite para este parâmetro. Em todos os grupos não houve diferenças significativas nos outros parâmetros avaliados.

O que as notícias sobre o óleo de coco significam?

Como conclusão, os autores mostram que diferentes gorduras (manteiga e óleo de coco) que são predominantemente gorduras saturadas, parecem ter efeitos diferentes sobre lipídios no sangue. Em comparação com o azeite, uma gordura monoinsaturada. Sendo que o óleo de coco se assemelha ao azeite em relação ao LDL-C. Os efeitos de diferentes gorduras dietéticas em perfis lipídicos e marcadores metabólicos de saúde podem variar. Não apenas de acordo com o classificação geral dos seus principais componentes ácidos graxos como saturado ou insaturado. Mas possivelmente de acordo com diferentes perfis em ácidos graxos individuais, processamento. Bem como os alimentos em que são consumidos juntamente com eles ou padrões dietéticos. Estes resultados não alteram a atual recomendação dietética para reduzir a ingestão de gordura saturada em geral. Mas salienta a necessidade de uma maior elucidação em relação aos diferentes tipos de gordura.

Khaw K, Sharp SJ, Finikarides L, et al. Randomised trial of coconut oil, olive oil or butter on blood lipids and other cardiovascular risk factors in healthy men and women. BMJ Open 2018;8:e020167.

Acesse:

https://bmjopen.bmj.com/content/bmjopen/8/3/e020167.full.pdf

Fator de impacto da revista: 2.413

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Faça sua encomenda via WhatsApp