Novidades sobre Óleo de coco e o Alzheimer

Risoto de Quinoa Vegano Express
26 de maio de 2017
Chocolate caseiro com óleo de coco
Chocolate Caseiro com Óleo de Coco
9 de junho de 2017
Alzheimer e Óleo de Coco

Os resultados mostraram que os pacientes que receberam o óleo de coco tiveram uma melhora cognitiva.

A relação entre óleo de coco e o Alzheimer já não é novidade aqui no blog! Nós falamos há algum tempo sobre um artigo de pesquisadores da Austrália e Nova Zelândia (de 2016) sobre os mecanismos de ação pelos quais o óleo de coco melhora o estado de pacientes com Doença de Alzheimer. Até aí boas novidades, certo? E tem mais!

 Em abril de 2017 foi publicado um artigo da Sociedade Espanhola de Nutricão. Na Rede de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal que se intitula: Influencia del aceite de coco en enfermos de Alzhéimer a nivel cognitivo.

Este artigo é sobre um estudo com objetivo de avaliar o impacto cognitivo do óleo de coco em pacientes de Alzheimer. Especificamente nas áreas de orientação, linguagem de construção, cálculo, concentração e memória.

O estudo foi realizado de maneira qualitativa, analítica e experimental através de um ensaio clínico. Com 44 pacientes de 65 a 85 anos. Diagnosticados com Alzheimer que viviam na área do Banco (Valência- Espanha). Estes pacientes foram divididos em dois grupos. Sendo um grupo controle, que não modificou em nada sua dieta e o outro o grupo analisado. Os paciente receberam durante 21 dias, 40 ml diários de óleo de coco distribuído entre o café da manhã (20 ml) e o almoço (20 ml). Antes e após a administração de óleo, eles foram avaliados através de um Mini Exame do Estado Mental para determinar possíveis mudanças.

Óleo de coco e o Alzheimer

Os resultados mostraram que os pacientes que receberam o óleo de coco tiveram uma melhora cognitiva. Estatisticamente significativa nas áreas de orientação e construção da linguagem. Nas outras áreas avaliadas, houveram mudanças positivas, mas não estatisticamente significativas. Quer dizer que eles não podem afirmar com todas as letras que o óleo de coco faz diferença.

O que podemos concluir com esse resultado? Que uma média de duas colheres de sopa por dia de óleo de coco podem melhorar o quadro clínico de pessoas que sofrem com essa triste enfermidade. É importante lembrar que o Alzheimer é a doença neurodegenerativa de maior prevalência no mundo atualmente. O fato de que uma mudança tão sutil, segura e fácil de ser realizada no dia a dia possa mudar esse quadro é incrível!

E você? Já tomou sua dose preventiva de óleo de coco hoje? Relembrando que de nada adianta fazer uso do óleo de coco sem outros hábitos de vida saudáveis, né? Alimente-se bem, exercite-se mais e mantenha a mente tranquila!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Faça sua encomenda via WhatsApp